Liquidada

Estive perambulando pelo centro comercial de Guaratinguetá.
No vai e vem das pessoas pela praça, alguns assuntos em pauta:
“Preciso ir até uma Lan House checar meus E-mails”...
“Eu te aviso pelo Facebook”...
“Adiciona meu WhatsApp”...
Logo, os cartazes das promoções:
“Tablet, Smartphone, Pen Drive”...
Isso sem mencionar o Self Service, o Test Drive, o Insul Filme que eu já tinha lido pelo caminho.
Neste dia, reparei que todas as lojas estendiam panos negros nas entradas. Pensei comigo: luto! Mas eu não sabia ainda quem havia morrido.  
Comecei a ler então os cartazes nas vitrines e fachadas dos estabelecimentos que anunciavam a liquidação:
"Black Friday", "30% Off"...
Foi então que descobri: era a Língua Portuguesa que havia morrido.
“E agora, quem poderá nos salvar?”
Só uma Long Neck salva...