O poderoso "sexo frágil"





É impossível imaginar que o Brasil possa ser um dia o melhor país do mundo pra se viver sem confiar na capacidade de nossas mulheres. Elas são intenção e ação. Coragem e tenacidade, audácia sensível e destemor. Criatividade e competência. Um otimismo indestrutível as move, pois elas não tocam a vida simplesmente, mas tem uma missão. Seja no trabalho ou no lar.
A arquitetura feminina é aquela que consegue cativar a espécie ultrapassada do homem comum o transportando para o infinito e o elevando a uma experiência essencial para que se supere diante do cotidiano, do tempo, da vida enfim.
Mas a ilusória superioridade masculina nos tempos de hoje não deixa que a maioria dos homens considerados “modernos” aceite a eminente e importante inserção da mulher em inúmeros segmentos profissionais e informais do dia a dia. A velha e corroída estrutura machista, aliada a um arcaico orgulho, ainda consegue fazer com que a presença da mulher na sociedade não seja considerada um ganho incontestável para a evolução da espécie humana. Algo que tem o poder de redirecionar o comportamento humano no sentido de um novo rumo.
A presença da mulher desde os tempos mais remotos mostra que estes seres delicados e serenos, lindas e arrojadas, ilustram e escrevem as mais belas páginas da historia humana, se caracterizando nas “obras mais exuberantes” de Deus. Muitas vezes penso que Deus não as fez simplesmente. Deus recolheu as mulheres em algum jardim na imensidão do etéreo e distribuiu ao mundo mortal.
Da mulher nasce a humanidade. Continuação da espécie e intuitiva presença mística do criador. Do interior de intensa luminosidade feminino é que surgimos e é para os braços delas que voltamos, que ficamos livres, que encerramos o dia tortuoso e recebemos carinho. Somente a mulher tem o dom de perdoar nossa agressividade constante, nosso brutal comportamento de não saber ouvir. Somente a mulher sabe dizer a coisa certa no momento certo, agradando sempre a quem de nós não merece.
Minhas reverências a todas as mulheres pelo dia internacional dedicado a elas.

Comentários