O líquido “santo”


Domingo de muito movimento no Centro de Apoio ao Romeiro de Aparecida. Todas as lojas, restaurantes, bem como quiosques lotados de gente de quase todo o Brasil arrastados pela fé em Nossa Senhora. Gente rica e gente humilde que, muitas vezes, mal sabem se expressar.
Ao se aproximar de um quiosque, uma senhora muito simples, pediu um cafezinho e um pão com manteiga e muito sem jeito, perguntou ao balconista “atarefado” onde ficava o túmulo do Santo Padre Vitor. Ele, distraído com o movimento de centenas de pessoas, apenas indicou com a mão direita o sentido para onde a velha senhora teria que ir para encontrar o túmulo questionado:
-Fica pra lá senhora, naquela direção...
E deu as costas para a romeira indo atender outro freguês.
Em meio à multidão, a velha romeira foi abordada por um segurança do local, onde, desinformada e já de joelhos, estava querendo acender algumas velas em frente a um freezer da “Coca-Cola”, acreditando ser ali o túmulo do Padre milagreiro...

Comentários