Os Apelidos Aparecidenses – Parte 2

João Sirí
Apelido normalmente é uma coisa que ninguém gosta. Todos já tiveram algum nos tempos do colégio, mas a maioria se perde pelo tempo.
Em quase todos os casos, o apelido fica quando a pessoa se sente incomodada ou atingida em cheio por ele. Em tempos de “bullying”, o apelido acabou se tornando um vilão.
Mas notamos que muitas das pessoas “rebatizadas” em seus apelidos acabaram se incorporando de tal forma com a denominação que suas verdadeiras identidades corriam paralelas sendo usadas somente no cumprimento civil.
Os apelidos mais populares em Aparecida atravessaram o tempo. Com eles, vinham antes os nomes ou parte deles numa nítida expressão que fosse capaz de “separar” um Zé de outro ou um João de outro João.
Aqui, alguns apelidos que ainda fazem história e outros que ficaram na memória do lugar:
Hitler, Hélio Bolinho, Henrique Tripa, il, ipê, ica, iê, ico, itu, iti, iéié, inhame, Índio do Brasil, Itaguaçú, Indião, Jóca, Juca, Japa, Jura, Jejeco, Jabuca, Juquinha, João Cabecinha, João Banana, João Mascote, João Sim Sinhô, João Linguiça, João Tabuínha, Joaquim do Rio Manso, João Mãozinha, João Terninho, João Fominha, João Loló, João Major, Jorge Aritana, Jair Socó, Júlio Morto, João Barbeiro, João Cabelinho, João Bigode, João Sordado, Joaquim Preto, João Terrão, Jacó do Gesso, João da Cianorte, Juro por Deus, Jota Jota, João Leitão, João Grilo, João Siri, João Leão, João Minhoca, João Pisirico, Jorge Capenga, Júlio Passarinho, Joinha, João Boi, Jaracuçú, Jacaré, Juba, Kurú, Kéu, Kiko, Kurt, Kibinho, Kim Jóia, Ki Suco, Kekão, Keké, Kéco, Kito, Kid Amora, Lô, Lica, Léla, Leco, Leca, Lico, Lola, Lia, Lila, Lelé, Lili, Lulu, Lalá, Lilico, Larico, Limpinho, Luiz Xaxá, Luiz Quadrado, Luiz Lojinha, Luis Matriz, Luiz Funga Funga, Luiz Japonês, Luis de Óculos, Luiz Turco, Luiz Barbeiro, Luiz Empada, Luiz Fumaça, Lipão, Luiz Paiol, Lamparina, Lindo, Lobão, Lobinho, Lagarto, Loro, Lambari, Lula, Ligeirinho, Mi, Mil, Mel, Miro, Mica, Majú, Maçã, Meia, Milão, Memé, Massa, Magal, Malão, Mazola, Major, Mazito, Maneco, Maninho, Milinho, Merinho, Micarmo, Manteguinha, Mazinho, Marzinho, Moranguinho, Mundinho, Mané Gago, Mané Gordo, Mané Cunheiro, Marlon Muleta, Mané Mané, Marcelo A Lenda, Mané Maior, Milton Flores, Maestro, Monzala, Meio Quilo, Marcha Lenta, Manelão, Marreta, Mengo, Marrom, Maguila, Mãe de Todas, Mancha, Marmita, Mironga, Maria Cascavel, Monêgo, Macaquinho, Marquinho Tiziu, Marco Onça, Mané Escorpião, Marreco, Marcelo Beronha, Marimbondo, Mortadela, Mandi, Mamute, Musquito, Marquinho Pardal, Mudinho, Nê, Nil, Nel, Neu, Nica, Nico, Neco, Nêno, Nilo, Nhão, Nila, Nina, Nenê, Nonô, Naná, Nâna, Nhóla, Ninita, Niquinho, Nhá Brisa, Neguito, Necão, Ninão, Nê Curintiano, Nanêga, Netão, Nei Lebrinha, Oto, Oreia, Orito, Oscar Fiscal, Orlando Perigoso, Pê, Peí, Piu, Pajé, PTB, Pila, Paiá, Pêpa, Pépe, Pidi, Pita, Piri, Pipa, Paco, Popó, Pepê, Pinho, Prica, Pingo, Padre, Pirica, Pelado, Pituca, Piu piu, Pingó, Pipoca, Pepino, Paçoca, Pintor, Parmerinha, Pimenta, Paquinha, Pinguinha, Pãozinho, Peneirinha, Padrinho, Paquinho, Peninha, Paulo Xuxa, Pedro Querosene, Pedro Saquinho, Paulinho Feroz, Pedro Bicheiro, Pedro Bala, Paulinho Paíca, Paulo Perna Aberta, Paulinho da Renovação, Paulinho Biscuí, Paulinho Moligato, Pai Jorge, Paulinho Costela, Piquira, Panchito, Paquito, Portuga, Paiakan, Pelé Bocão, Peito Seco, Pezão, Picão, Pururuca, Panchico, Pedra Roxa, Panca, Pança, Pão Doce, Promessa, Pão Mucho, Parafuso, Pastel, Pelego, Preto Rico, Paradinha Licença, Preto, Pelúcia, Pacal, Pedro Bode, Pão com Carne, Purguinha, Pardal, Peru Branco, Peru Preto, Porco, Purgão, Peito de Pomba,  Piaba, Porcão, Pantera, Piriquito, Pintinho, Paulo Carita, Perereca, Pinóquio, Peroba, Queijo, Quick, Quinho, Quebra Mio, Quendien, Quijarra, Quer Vender a Fazenda?, Quentão, Queijada...