Verão bíblico.


Como Zaqueu, vou embrenhar-me
nos galhos mais altos até você passar
e salvar este meu pobre mundo.
Como um inseto, irei compor o soneto
melancólico do amor e cantá-lo.
Cantá-lo até arrebentar-me todo
e libertar a poesia temporã desse sorriso
esquecido.

Comentários