O retrato do cão

Diziam os mais antigos desta redondeza que um daqueles anjos caídos da legião de lúcifer entrou em arrependimento pelos atos cometidos e decidiu em audiência com Deus pedir seu lugar no céu de volta.
Após uma longa conversa com o Criador, o desertor teve certa complacência a seu favor e teria que realizar uma tarefa que Deus determinaria pra ele cumprir. A tarefa era simples: Deus pediu que ele trouxesse uma fotografia de si próprio para que pudesse devolvê-lo ao etéreo da forma mais sublime. O cão achou aquilo muito fácil.
Desceu então a terra e foi parar em Aparecida do Norte onde ficou sabendo que havia uma quantidade enorme de retratistas labutando na praça em frente à igreja.
Apresentado em um impecável terno preto, o anjo caído escolheu um deles e pediu o serviço. Prontamente o retratista ajeitou sua máquina caixote, enquadrou o dito cujo e disparou o obturador.
-Vai levar alguns minutos... Enquanto isso o senhor pode dar uma volta pela praça...
E ali ele ficou espiando o retratista com a cabeça enfiada no maquinário, acossado pelo cumprimento da tarefa fácil designada por Deus.
Depois de alguns minutos, o retratista, um tanto espantado, vem com o retrato revelado:
-Meu amigo. Mi adiscurpa. Não sei o que houve... Mas vamos ter que bater outra chapa... O senhor simplesmente não apareceu no retrato...
O posicionamento do freguês diante da máquina foi feito mais umas duas vezes. E o retrato sempre se revelava sem mostrar o tinhoso.
Aquilo foi ficando sinistro. O retratista foi desistindo do serviço e, antes de tentar uma última vez, notou que o freguês tinha sumido dali. Ele ainda buscou pelo dito cujo nos bares e arredores e nada. Desapareceu.
Assustado, o retratista subiu correndo as escadarias da igreja velha pra pedir proteção pra Santa.
De volta à praça, contou o acontecido pra alguns colegas e acabou virando piada entre eles:
-Agora você vai ter que cobrar o prejuízo lá no cemitério... Era uma alma penada assombrando você...
E a turma caía na risada.
Enquanto isso, Deus também se divertia com a aflição e arrependimento do anjo caído que teve ainda que servir lúcifer no andar de baixo por uma longa eternidade.
Era o que contava os mais antigos...