E vive la France! Sqn...


Mais uma copa do mundo chegou ao fim e outra vez a seleção canarinho sucumbiu diante do futebol moderno, desta vez tendo a Bélgica como algoz.
Mas ficou provado que o nosso país conseguiu superar o fatídico 7a1. A gente não teve nem tempo de se aborrecer com mais uma eliminação, pois o WhatsApp se encarregou de nos salvar da tristeza e da decepção.

Foi assim desde o primeiro jogo contra a Suíça (1a1). E a gente "caía" na risada a cada piada que chegava ilustrando os tombos da nossa maior espetança, o camisa 10 Neymar Jr.
E como todo brasileiro eu ri copiosamente da eliminação da Alemanha (que jogou de verde) logo na primeira fase. "Ninguém vem aqui na terra da macumba, ganha de 7a1 da gente sem ter sérios problemas mais tarde", sentenciou o WhatsApp nessa mensagem que eu  recebi umas 30 vezes.

O aplicativo, além de nos alegrar, também tentou fazer a gente se sentir vingado e esperançoso.

E assim, a copa seguiu com nossos hermanos argentinos nos dando alegrias e deixando uma pulga atrás da orelha com o futebol jogado pela França.

"Liberté, Fraternité e Mbappé" era oque se lia no WhatsApp.
Era notório que se o Brasil passasse pela Bélgica, não passaria pelos franceses.
E o Tite, como a gente, ficou ali, com cara de tacho por insistir  com o fraco Fernandinho durante toda a partida. O mesmo Fernandinho que também teve uma atuação pífia no emblemático 7a1.
O Brasil, que na fase de preparação, venceu a Alemanha (1a0) e a vice Croácia (3a0) ficou mais uma vez pelo caminho.
Desde que comecei minha saga como cronista do Tranca e Gamela em 2004, tenho também ficado pelo trajeto. Textos que iam traduzir a alegria do tão sonhado Hexa, mas perderam a chance da publicação em 2006 com o Parreira, em 2010 com o Dunga (pela madrugada!), com o Felipão em 2014 (2+0+1+4=7) e agora com o multicampeão pelo Corinthians, o Tite.
Em 2022, no Qatar, já vou estar beirando os 50. Se não for dessa vez, não sei se aguento esperar 2026.
E a França então assegurou o Bicampeonato mundial com, nada mais, nada menos que 14 jogadores africanos fazendo parte da equipe. "Nessas horas nenhum francês é contra a imigração" sentenciou outra vez o WhatsApp. 
O que o futebol une é bem mais significativo do que aquilo que a etnia separa.
E vive la France!
Sqn...


Postagens mais visitadas deste blog

O chifre

Conto: Os milagres da Grande Guerra - 2º Colocado no XXIX Concurso de Contos da Biblioteca Municipal de Aparecida 2018

Os 60 anos da Rádio Aparecida